Resenha #02: A Batalha do Apocalipse - Eduardo Spohr



Título: A Batalha do Apocalipse
Autor: Eduardo Spohr
Editora: Verus
Página: 586
Ano:2010

A Batalha do Apocalipse - Há muitos e muitos anos, há tantos anos quanto o número de estrelas no céu, o Paraíso Celeste foi palco de um terrível levante. Um grupo de anjos guerreiros, amantes da justiça e da liberdade, desafiou a tirania dos poderosos arcanjos, levantando armas contra seus opressores. Expulsos, os renegados foram forçados ao exílio, e condenados a vagar pelo mundo dos homens até o dia do Juízo Final. Mas eis que chega o momento do Apocalipse, o tempo do ajuste de contas, o dia do despertar do Altíssimo. Único sobrevivente do expurgo, o líder dos renegados é convidado por Lúcifer, o Arcanjo Negro, a se juntar às suas legiões na batalha do Armagedon, o embate final entre o Céu e o Inferno, a guerra que decidirá não só o destino do mundo, mas o futuro do universo. Das ruínas da Babilônia ao esplendor do Império Romano; das vastas planícies da China aos gelados castelos da Inglaterra medieval. A Batalha do Apocalipse não é apenas uma viagem pela história humana, mas é também uma jornada de conhecimento, um épico empolgante, cheio de lutas heróicas, magia, romance e suspense.


Sabe aquele livro que te deixa sem respirar e quando acaba de ler, fica com uma "ressaca" literária bem forte? Pois é, foi assim que fiquei ao ler este livro, na verdade, foi o primeiro livro de autor nacional que li. O livro é bem extenso e em alguns momentos a leitura fica cansativa. 

O personagem principal é o anjo Ablon, ele é um anjo caído que não vai muito com a cara dos humanos. Outra personagem que é bem importante é a feiticeira Shamira, uma mulher encantadora que une forças com Ablon para enfrentar a grande guerra que está por vir.

Eduardo Spohr faz um belo trabalho descritivo sobre os lugares (que são vários) que Ablon passa, em diferentes Eras. A cena da batalha final é magnifica, ele consegue passar a emoção e expectativa para o leitor na medida certa.


Para quem gosta de livros com essa temática, A Batalha do Apocalipse é uma leitura obrigatória.


18 comentários:

  1. Olá
    Eu fiquei muito tempo com esse livro aqui em casa, até vendê-lo. O Eduardo é um autor que já conheço a algum tempo, e só leio coisa boa sobre ele e seus livros. Uma pena que quando eu tinha ele eu não quis ler, apesar de sempre achar a premissa boa. Gostei de saber que o livro tirou seu folego, apesar de ter algumas partes cansativas, acho que eu suspeitava disso, por isso nunca li.
    Tenho ele no Kobo, de repente dou uma chance para ele.

    bjuss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bom?
      Se você der mais uma chance a ele, tenho certeza que você vai gostar rs. Como falei, tem alguns momentos que fica cansativo, mas nada que tire o brilho da obra. Beijos

      Excluir
  2. Oii.

    Eu conheco esse livro, minha amiga tem ele. Mais nunca me atrai para ler, principalmente depois que ela disse que seria uma leitura chata e arrastada, e como não faz meu gênero realmente não me atraiu em nada. Mais vejo que e um livro que muitos lêem. Tenho amigos que gostam mais outros como eu disse que não. Porém não acho que vá pagar pra ver. Rsrs
    Parabéns pelo trabalho.

    Bjs.
    Booksandcarpediem.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Karine, muito obrigada pela visita. Realmente, se você não gostar não adianta ler, porque até quem gosta reclama um pouco do cansaço que pode ter em alguns momentos. Beijos!

      Excluir
  3. Adorei isso do livro te deixar sem respirar, mas é uma pena que em alguns momentos tenha achado a leitura cansativa. Amo livros com essa temática e tenho bastante curiosidade de conhecer a escrita do Spohr, tenho meu exemplar mas ainda não consegui ler. Espero que leia mais nacionais, tem pra todos os gostos!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ju! a leitura fica um pouco cansativa devido a riqueza de detalhes e de alguns flasbacks que acontecem, mas nada que tire o brilho da narrativa. É um livro bem intenso e você consegue visualizar bem os locais na sua cabeça. Eu gostei muito! Beijos!

      Excluir
  4. Oi, pela sinopse parece ser legal. Posso te dar um conselho? Fala com tuas palavras sobre a história e depois você fala das suas impressores. As vezes, a sinopse não fala tudo e tal. Enfim, gostei das suas impressões, porém nunca li. Já vi esses livros nas prateleiras e quando tiver uma oportunidade, vou lê-lo.

    Http://porredelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Muito obrigada pela dica, vou aplica-la com toda certeza! Quando você tiver a oportunidade de ler, vai gostar muito! Abraços!

      Excluir
  5. Oi Su, tudo bem??
    Menina como assim ficar sem ar... isso me deixou bem intrigada, porque eu tenho o livro aqui há uns 3 anos e nunca consegui pegar para ler rsrsrs... Isso é vergonhoso da minha parte... mas amiga... adorei a sua resenha... apesar de pequena ela disse tudo o que o leitor precisa saber para ter vontade de ler... pena que em algumas partes fica meio cansativo, mas acho que é porque o autor é bem detalhista né... Xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dih, Obrigada! Você tem o livro há 3 anos, nossa! rsrsrs. A leitura fica cansativa, devido a riqueza dos detalhes.Mas, vale a pena ler. Beijos!

      Excluir
  6. Olá, tudo bem?

    Comecei esse livro mas abandonei antes da página 50. Achei a narrativa do Eduardo muito prolixa e não gostei muito da construção de personagem dele, mas isso é mais uma questão de gosto mesmo. Já vi outras pessoas falarem que também ficaram de ressaca, então pelo menos algo bom o livro trouxe para os leitores.

    Abraços,
    Matheus Braga
    Vida de Leitor - http://vidadeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Matheus! Muito legal sua opinião, gosto quando há essas diferenças. Pelo ue percebi, este livro deixou as mais variadas opiniões: uns gostam muito, outros nem tanto. Essa que é a maravilha do mundo literário. Abraços!

      Excluir
  7. Olá!
    Não gosto muito de livros com essa temática e confesso que a premissa desse não me chama a atenção =/
    Minha mãe tem o livro, mas não leu ainda. Espero que ela goste.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jess! Espero que sua curta a leitura, depois conta para gente, beijos!

      Excluir
  8. Oláá
    Não sou fã de livros desse gênero mas é uma ótima resenha e dica para quem gosta, espero que os fãs curtam.

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Catharina, muito obrigada pela visita e obrigada pelo elogio, beijos!

      Excluir
  9. Oie, tudo bom?
    Minha vontade de ler algo desse autor é apenas para conhecer sua escrita, algo que todos elogiam. Não é um gênero que eu curta muito, mas gosto quando os autores conseguem passar a emoção tão bem para o papel.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá Aline! Gostei da narrativa dele, apesar de ficar cansativo as vezes, mas acho legal como ele trabalha os detalhes da história. Beijos!

    ResponderExcluir

Olá! Seu comentário é muito importante!

Todos os posts são escritos com bastante carinho para todos os leitores.

E, sempre que der, vou responder seus comentários.

Obrigada pela visita e volte sempre!

Siga o blog no GFC, Curta nossa Fanpage. Siga no Instagram.

© Entre Livros e Pergaminhos - Desde 2015 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo