16 de mai de 2016

# Chiado Editora # Editora Parceira

Resenha: Olhando para o Céu - Milly Rodrigues


Título: Olhando para o Céu
Autora:  Milly Rodrigues
Editora: Chiado Editora
Páginas: 144
Ano: 2016
*Cedido em parceria com a Chiado Editora*

O livro conta a história de dois jovens, Leo e Carol, que os pais são inimigos por conta de uma briga boba de infância, impedindo, a princípio, ambos de serem amigos ou algo a mais, porém nada é conhecido por ser mais resistente que o amor jovem. Olhando para o céu é uma espécie de Romeu e Julieta moderno com o final um tanto quanto diferente mas, possivelmente, tão trágico quanto.

Olá leitores, como estão?

A resenha de hoje é sobre o livro Olhando para o Céu. Um romance doce e delicado, bem gostoso de se ler.

Vamos conhecer Carol e Leo, dois jovens normais, que moram na mesma cidade, mesmo bairro e estudam na mesma escola, poderiam ser amigos...Mas, seus pais tem uma rixa bastante antiga, a ponto desse rancor passar para seus filhos.

Carol é filha de um casal de atores bastante famosos, tem um irmão mais velho, que apesar de parecer um pouco implicante, é um amigo para todas as horas. Cada passo da família é registrado pelos paparazzi. Sua família também é dona do restaurante mais famoso da cidade.

"Barata? - gritou Carol - Tira. Mata. Socorro! - Disse ela correndo pelo jardim como uma maluca, agitando as mãos acima da cabeça enquanto o pai e o irmão riam absurdamente, e os paparazzi tiravam fotos."

Leo é filho de um famoso médico. Seu pai não exige nada menos que a perfeição de seu filho, sendo muitas vezes seco em relação aos sentimentos.

"-Eu hein, pai! Nem comecei o segundo ano ainda. - Imagino que você não tenha a mínima tendência para seguir meus passos e se tornar médico. Não tem QI suficiente para isso. Mas acho que no máximo consegue se tornar um engenheirozinho de quinta - Leo, que já desconfiava disso, baixou a cabeça e começou a sentir indigestão. - Francamente, como você me inventa de tirar 9,5 de média anual? Como?"


Leo e Carol estudam no melhor colégio da cidade, é um colégio em regime de internato. E, querendo ou não, eles tem que ter contato, até mesmo por que eles são fiscais dos corredores da escola e das áreas abertas também. Os dias se passam de uma maneira normal na rotina deles. Claro que há faísca sendo soltas o tempo todo entre eles. Mas, no fundo, tanto Leo quanto Carol, sente algo um pelo outro.

Claro que ambos negam! Leo adora bancar o pegador, sempre está se "enrolando" com alguma garota da escola. Isso deixa Carol super irritada, e a faz confundir ciúme com a raiva que existe entre as famílias. Suas colegas de quarto e melhores amigas (Maria, Joana, Julieta e Carolina), sempre estão a cutucando em relação a esse sentimento.

"- Nossa, Carol, vocês tem uma química inegável - Ela ouviu pela enésima vez."

Todos os dias passam normais na escola. nada de novo acontece. Até que a diretora tem um ideia interessante:

"...Vim aqui avisar que este ano estamos com um projeto chamado E-Diary. - Ela disse, mostrando um pote que havia trazido consigo que abrigava um monte de papéis soltos e dobrados. - O projeto funciona da seguinte maneira: Cada aluno vai vir aqui, pegar um papel onde vai estar escrito o seu e-mail, sua senha e outro e-mail, o qual vocês irão corresponder-se...Vocês vão se desafiados a escrever um diário virtual, e no fim de cada dia enviar para a pessoa anônima, cujo e-amil estará escrito nesse papel."

A turma fica agitada, acharam o projeto estranho, mas gostaram do desafio. Cada um pega no pote o seu e-mail, senha  e o e-mail que irão se corresponder. Nesse meio tempo, Carol e suas amigas decidem fazer um projeto pessoal, para animar o ano: criar uma banda. Cada menina já tinha sua função na banda e Carol seria a vocalista...Mas, elas queriam um menino para dividir o palco, e decidem fazer uma audição...Claro que Leo, para não perder a oportunidade de cutucar sua vizinha, decide participar, e para surpresa de todos, revela-se um ótimo cantor...E pelo voto da maioria ele é o escolhido.

A partir daí, a amizade entre os dois vai começando a tomar forma. Já que passam a conviver mais tempo juntos e percebem que cada um tem suas qualidades. Claro, que seus pais não podem saber, por que seria a coisa mais horrível do mundo seus filhos serem amigos. Ao longo da leitura, descobrimos o motivo de tanta raiva de entre os pais de Carol e Leo.

Os sentimentos de Carol começam a ficar mais confusos. Será que ela está se apaixonando ou apenas confundindo os bons momentos que vão surgindo? Leo também começa a sentir algo diferente em relação a Carol, ele tenta tirar isso da cabeça, mas ele sabe que o que começa a sentir por ela, é algo bem maior que uma amizade. 


Entre os ensaios da banda, Carol troca mensagens com sua correspondente anônima. Essa pessoa começa a deixar Carol preocupada, pois o e-mais trocados revelam uma pessoa triste, depressiva, que passou por situações difíceis na sua vida. Essa pessoa vê em Carol uma amiga, um porto seguro onde pode confiar seus segredos e posso dizer que, fiquei muito triste com a troca desse e-mails.

Dois eventos bastante trágicos ocorrem, tanto na escola quanto na vida pessoal de ambos. O evento na vida pessoal deixa o jovem casal mais próximo, deixando o sentimento latente tomar forma de uma vez. E esse evento vai mexer com toda a família deles.

"Ela não conseguia vê-lo assim. Era inadmissível que Leonardo Canolli, uma das pessoas mais sorridentes desse mundo estivesse chorando na sua frente ela tinha que fazer algo para ajudar a parar."
O evento que ocorre na escola vai mexer bastante com Carol, a ponto de deixa-la revoltada e querer buscar respostas. A garota tranquila, sorridente que todos conheciam, se transformou em um apessoa sedenta por vingança e isso não terá um final muito bom.

Olhando para o Céu é um livro de escrita delicada, onde a leitura é fluida e gostosa de se ler. Li o livro em um dia, e como disse, de tão fluida que é a leitura, quando você percebe já terminou de ler. A diagramação está ótima, as páginas são amareladas (sépia), a fonte usada não é cansativa, deixando o texto confortável aos olhos. É um romance delicado, mostrando o crescimento de dois jovens, mesmo que seja por eventos ruins, mas eles crescem juntos e percebem que o amor pode ser maior que qualquer briga entre famílias. O livro é dividido em duas partes: Uma antes do evento trágico na escola e outra pós evento. O final do livro da a entender que haverá uma continuação.

Se você gosta de romance juvenil, mostrando uma romance crescendo de maneira gradativa. Com uma escrita delicada e leitura rápida, Olhando para o Céu foi feito para você!

Gostaram? Me diga o que achou...Até a próxima!

https://www.chiadoeditora.com/

19 comentários:

  1. Oi :)
    Não sou muito fã do gênero, mas gostei bastante da sua resenha!

    ResponderExcluir
  2. Olá parece uma história fofinha, mas não é muito minha praia no momento.
    Gostei da resenha! beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Suzy, tudo bem?
    Fiquei bastante curiosa com relação aos dois acontecimentos trágicos do livro. A primeira vista me pareceu apenas um romance adolescente com dramas familiares. Mas pela sua resenha Dá pra ver que o livro é muito mais do que aparenta.
    Com certeza foi pra minha lista.
    Beijo Suzy!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Giu! Fico feliz que gostou, beijos!

      Excluir
  4. Ooi! Por mais simples que seja a capa desse livro, me agradou bastante. Eu gostei da ideia do livro, mas como tem um drama intenso, acho que não aguentaria rs Eu sou mole com drama, por isso que parei de ler o gênero. Amei a resenha, bem completinha e bem escrita!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ruhh! Também sou super chorona, obrigada pelo elogio, beijos!

      Excluir
  5. Oi, flor!
    Parece um daqueles livros com história delicada e, ao mesmo tempo, forte que te distraem e ensinam. Pelo que vi na sua resenha (lindamente escrita), é uma história que dá gosto de ler. Só achei que a capa poderia ser mais trabalhada. Se em que a delicadeza dela é bonita tb... ;) beijo e sucesso p vc!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Su
    Eu gostei bastante da sua resenha e tenho certeza que ia amar a história. Fiquei curiosa com essa troca de e-mails, deve ser bem interessante poder desabafar e confiar sem saber quem pode ser do outro lado. Gosto de um drama e já quero o livro rsrs
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá!

    Não conhecia esse livro, mas essa premissa não me chamou a atenção. Estou um pouco saturada desse gênero, mas com certeza os fãs vão amar. Adorei a capa, apesar de o preto predominar, achei delicada.

    ResponderExcluir
  8. Até gosto de romances juvenis, principalmente se der para perceber o crescimento do casal, ainda que seja devido a eventos ruins na vida deles. Mas puxa, esse livro é tão curtinho, não entendo a necessidade de escrever um final que dê margem para continuação se daria para escrever mais um pouco e finalizar a história direito. Não me interessei pela leitura.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  9. Olá flor, adorei a resenha, parabéns!
    Romance não é meu gênero favorito, mas ultimamente tenho lido ótimas títulos. Vou anotar essa dica!

    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Oi Suzana, Gostei bastante da tua resenha...Apesar de ser super eclética nas minhas leituras, romance é um dos gêneros que prefiro. Também sou parceira da Chiado e vou te indicar um livro que gostei muito "O Sentido das Palavras", da Isabelle Fochier. Beijos :-*

    ResponderExcluir
  11. Que rezenha <3
    😍 esse livro 💛💛

    ResponderExcluir
  12. Oi.
    Eu adoro um romance juvenil..
    E me encantei pela capa..
    dica anotada.
    bjs

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem?

    Realmente, a premissa dele faz lembrar de Romeu e Julieta - de algum modo - risos.
    Pela sua resenha, parece que o enredo passa uma mensagem bonita, que mostra que rixas de família podem destruir vidas e afastar pessoas que se amam. Eu acho que ele tiveram um final feliz, acho.. Mas só lendo para descobrir, né? XD

    Valeu a indicação.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Adjane Alves24.5.16

    Gostei da resenha, parabéns Suzana!
    O livro é bastante interessante, principalmente para o público adolescente. As idéias são descrita por uma adolescente de 14 anos, apaixonada pela leitura e escrita, Milly Rodrigues é um exemplo da grande potencialidade dos jovens. Recomendo o livro para jovens, eles vão adorar.

    ResponderExcluir
  15. Amei! É o Romeu e Julieta da atualidade, né? rsrs Adoro romances! Já quero! Os quotes que você separou são bem lindinhos!

    Eliziane Dias

    ResponderExcluir

Olá! Seu comentário é muito importante!

Todos os posts são escritos com bastante carinho para todos os leitores.

E, sempre que der, vou responder seus comentários.

Obrigada pela visita e volte sempre!

Siga o blog no GFC, Curta nossa Fanpage. Siga no Instagram.