13 de jun de 2016

# ação # Fantasia

Resenha: O Rei Cigano - Miya Hortenciano



Título: O Rei Cigano | Autora: Miya Hortenciano
Editora: Young Editorial | Ano: 2016 | Páginas: 200
 Glacialem. País relativamente rico, vizinho de Meridial, e última ponta do Triângulo Comercial do Oceano Gélido. Tudo ali era perfeito e, mesmo que alguns discordassem, até o clima: um inverno eterno, com neve durante o inverno e o outono, chuvas frias durante a primavera, e no verão, quando o gelo começava finalmente a derreter, o outono nevado chegava de novo. Poderia ser o lugar perfeito, porém perfeição não existe. Não para alguns. Vez ou outra, Albus, o General e irmão do Rei, caía de amores por alguma jovem camponesa. Mas seu temperamento não era do tipo compreensivo, e ele não aceitava não como resposta. Se a moça fosse submissa a suas vontades, saía com uma vida confortável e feliz. Caso contrário, saía sem a vida. Tal regra também se aplicava a qualquer um que cruzasse seu caminho. Ao menos, até ele conhecer a fúria de Eros e Sapphire. Assim, Albus descobrirá que derrubar os Reis de Glacialem não será tarefa fácil.


Olá leitores, como estão? Hoje vou falar sobre o livro O Rei Cigano, vamos lá?

O livro começa com ação. Somos apresentados ao príncipe mestiço Eros e a bela Cigana Ginger, que depois vamos descobrir que se chama Sapphire. Ambos estão fugindo, por motivos diferentes, do exército do General Albus, um homem mesquinho e arrogante, capaz de qualquer coisa para conseguir o que deseja. Sapphire e Eros estão fugindo, e no meio dessa fuga acabam no mesmo lugar: no meio da ponte. Cercados  dos dois lados pelos guardas, as alternativas para fugir tornam-se nulas...Será?



Eros propõe um plano meio louco para Ginger: Pular a ponte...Como assim? Eros sabe que se pular no momento certo, eles irão cair em uma caverna subaquática, que tem saída para o continente. Entre morrer afogada ou morrer nas mãos do general, a cigana prefere a primeira escolha. Tudo dá certo, eles conseguem fugir dos soldados e a partir desse momento começa uma bela parceria entre eles. 



Ambos são acusados injustamente pelo Albus, e cada um procura uma forma de mostrar que são inocentes e resolvem unir forças e buscar as provas de suas inocências. A partir daí, somos levados para um mundo cheios de aventuras.

Eles precisam chegar em Ora Luna, pois Ginger necessita encontrar sua prima Margarita, ela é chave que prova que Ginger não está envolvida em nenhum problema. 

No caminho para lá, eles são perseguidos por lobos. Na fuga, eles vão para um pedreira e com a manobra certa da carroça, conseguem derrotar os lobos...E claro, como boa cigana, Ginger tira couro e dentes dos lobos para fazer artesanato, vende-los na feira de Ora Luna e assim conseguir algum dinheiro.



Eles pernoitam em uma caverna. Na verdade, as cavernas da região passam a ter uma frequência muito grande na vida deles. A cigana é uma ótima caçadora e sempre fica responsável pela comida de ambos, Eros é o responsável por pegar lenha e preparar o fogo...A amizade entre eles vai ficando mais forte e algo mais também vai crescendo. Infelizmente, eles não conseguem encontrar Margarita e assim começa uma corrida contra o tempo. 

De cidade em cidade, eles vão em busca de pistas e informações para achar o paradeiro da prima da cigana. Nesse meio tempo, ambos passam por diversas situações complicadas: são assaltados por uma bruxa, um ex-namorado obsessivo de Ginger aparece e para piorar, Albus está mais perto do que se imagina.

O romance entre eles acontece e a relação deles é muito forte, como se fossem predestinados a ficarem juntos. Só, que nada é flores na vida do casal e Albus consegue cerca-los...Parece que a vingança do General será realizada. Ginger já passou por diversas situações complicadas, e diferente de Eros que cresceu em um castelo, a cigana é bastante astuta para conseguir se livrar dessa situação nada confortável. 

Ela decide se entregar, mas pede que Eros fuja e que vá atrás de Margarita, pois só ela pode livra-los da morte. Eros sai desesperado em busca da mulher, ele precisa ser ágil, se não Ginger morrerá enforcada.  O jovem príncipe é forte e corajoso e será capaz de enfrentar qualquer coisa para salvar a mulher amada.


Posso dizer que o final é quase que feliz. Vocês podem imaginar o que vai acontecer. Sim, por longos anos, Albus torna-se uma sombra na vida de todos...Mas, quando eles pensam que tudo já acabou, eles descobrem que uma vingança não tem hora para ser cumprida. A vingança de Albus , na minha opinião, foi bastante inteligente. Não, ele não mata ninguém, mas consegue ferir de uma maneira mais forte o casal Eros e Ginger.


A diagramação do livro é bonita. Cada início de capítulo tem esse detalhe que lembra um trabalho feito em renda e cada capítulo tem um título diferente.  As páginas são amarelas, as fontes são bastante agradáveis para leitura. A escrita da autora é bastante fluida e clara. 







 A autora conseguiu construir uma história bem dinâmica. O livro é cheio de ação o tempo todo, você é levado pelo reino de Glacialem e descobre as belezas desse lugar. Sim, a autora teve o cuidado de descrever cada região, com suas culturas e peculiaridades. Isso para mim foi bastante importante, por que você cria uma ligação, como se estivesse dentro do livro.

Gostei bastante do enredo. É uma história bem construída, sem pontas soltas e o final surpreende o leitor, sendo perfeito para o fechamento da história.

Se você procura um livro de fantasia cheio de ação com uma história cativante, O Rei Cigano foi feito para você.

Gostaram? O que acharam? Até a próxima!


11 comentários:

  1. Olá, Suzana, tudo bem?

    Li esse livro a um tempo atrás, e me lembro que antes de iniciar a leitura, eu estava cheia de expectativas, mas elas não foram atingidas. O começo da trama é ótima, mas achei o enredo corrido demais, com um linguajar muito simples (não me entenda mal, não sou chata nem exibida, mas achei meio adolescente demais), e o final, esse foi um balde de água fria. hahahhahaha Mas o livro é super gostosinho, a capa e o trabalho artístico e editorial é lindo, e eu adorei as descrições das cidades.

    Um beijo enorme, parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  2. Marquei vc! https://euliouvouler.wordpress.com/2016/06/14/tag-liebster-awards/ beijos

    ResponderExcluir
  3. Tenho quase certeza que se eu ler esse livro, vou amar! Adoro quando os autores nos deixam tão por dentro dos lugares que nos sentimos lá. Mas poxa, 200 páginas é pouco para tantos acontecimentos, não? Imagino que seja daqueles livros que não largamos nem por um segundo. E eu ainda não conhecia a editora, vou procurar saber mais.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Suzy!
    Lembro de ter ido algumas impressões (mas n resenhas) desse livro e sei que os primeiros capítulos eram muito bons. A arte da capa e diagramação estão ótimas mesmo, um abuso arrasador! A história me pareceu com muita ação e aventura, uma fantasia estilosa. Eu leria pela curiosidade (esse final tá me intrigando), gosto do mundo cigano. E nem preciso dizer que amei seu texto, né? XD um beijo!

    ResponderExcluir
  5. Oi,
    Eu li primeiras impressões desse livro e fiquei bastante curiosa, muito bom ler agora uma resenha do livro
    Bom saber que é uma história cheia de aventuras e recheadas de ações, gosto bastante de livros assim.
    Parabéns pela resenha e já imagino como ficou a diagramação.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Adoro essas resenhas que possuem esses quotes trabalhados. Fazem toda a diferença. Sua descrição do livro ficou ótima. Gostei mesmo. Está na lista de livros haha Beijos

    ResponderExcluir
  7. Nossa, que coisa mais maluca isso dele saber que se pulassem no momento certo da ponte cairiam numa caverna subaquática com saída para o continente! Acho bem legal quando um livro nos faz sentir como se estivéssemos dentro dele, amo fantasia e fiquei com vontade de ler.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  8. Oi Amiga, tudo bem??
    Como sabes não curto muito livros fantásticos... esse infelizmente não chamou muito a minha atenção para leitura, apesar de sua empolgação na descrição da resenha... confesso que a cena deles pularem na ponte no momento certo, foi uma jogada de mestre e espero que esta cena tenha sido bem escrita... a editora tem propostas muito boa de livros nacionais e para todos os gostos... a capa deste livro parece ser bem condizente com o enredo... que bom que gostou... Xero!

    ResponderExcluir
  9. Oi Suzy sua linda!
    Que resenha perfeita, já tinha lido as primeiras impressões que tinha feito aqui, mas fiquei ainda mais curiosa agora!
    Como assim??? Que vingança foi essa mulher, pior que a morte???? :o
    A diagramação está muito bonita mesmo,adoreiii!
    Young ta arrasando! E você idem!
    Beijocas

    ResponderExcluir
  10. Olá!

    Não conhecia, mas não curti tanto assim a premissa. A capa está bem legal, mas não é o tipo de livro que me atrai... Agora, como assim final quase feliz?? Será que vai ter outro livro?

    ResponderExcluir
  11. Olá,
    Eu não conhecia a história e fiquei bastante curiosa para descobrir como ela finaliza. Qual a vingança feita pelo Albus? Curiosidade a mil kkk' Espero ler para descobrir em breve. Uma pergunta, esse mapa vem junto?
    Beijos

    ResponderExcluir

Olá! Seu comentário é muito importante!

Todos os posts são escritos com bastante carinho para todos os leitores.

E, sempre que der, vou responder seus comentários.

Obrigada pela visita e volte sempre!

Siga o blog no GFC, Curta nossa Fanpage. Siga no Instagram.