Resenha: Filha da Floresta - Juliet Marillier

Título: Filha da Floresta - Trilogia Sevenwaters Livro 1
Autora:  Juliet Marillier
Editora: Butterfly
Gênero: Fantasia, Romance
Páginas: 608
Ano: 2014
*Livro cedido em parceria com a editora*



O domínio de Sevenwaters é um lugar remoto, estranho, guardado e preservado por homens silenciosos e criaturas encantadas, além dos sábios druidas, que deslizam pelos bosques vestidos com seus longos mantos... No crepúsculo celta da velha Irlanda, quando o mito era lei e a magia uma força da natureza, esta é a história de Sorcha, a sétima filha de um sétimo filho, o soturno Lorde Colum, e dos seus seis amados irmãos, vítimas de uma terrível maldição que somente Sorcha é capaz de quebrar. Em sua difícil tarefa, imposta pelos Seres da Floresta, a jovem se vê dividida entre o dever, que significa a quebra do encantamento que aprisiona seus irmãos, e um amor cada vez mais forte, e proibido, pelo guerreiro que lhe prometeu proteção.



Olá leitores, como estão?

Um livro que me deixou maravilhada, do início ao fim. Amo fantasia  e quando encontro no enredo elementos da cultura Celta, fico mais do que interessada em ler. Filha da Floresta me conquistou desde a primeira página! Vamos à resenha.

Sevenwaters é um domínio ou um feudo bastante forte. Ele é protegido pela densa floresta, onde visitantes podem ser perder facilmente sem a ajuda de um guia. Toda essa logística mais complexa só fez contribuir para deixar Sevenwaters um local forte, bem protegido e mítico.


Lorde Colum é o grande senhor de Sevenwaters, é viúvo e tem 7 filhos: Conor, Cormack, Liam, Diarmid, Padriac, Finbar e Sorcha. Filhos bem criados, cada um com um dom: seja para arte da guerra, magia ou curandeirismo.

Sorcha é a filha caçula e é bastante protegida por seus irmãos. É uma menina forte, determinada e com um grande coração. Sabe ler, escrever, mas não teve uma criação de lady. Foi criada com seus irmãos, correndo pela linda floresta, aprendendo sobre a cultura mítica do local e aprendendo o cultivo das ervas medicinais. Ela ajudava bastante os aldeões, na verdade, todos os filhos de Lorde Colum prestavam um belo trabalho a todos que formavam seu feudo.

Lorde Colum tornou-se um homem frio, sisudo. Depois da morte da esposa, parece que tudo perdeu a graça para ele, incluindo o modo de tratar seus filhos. Sorcha sentia muito essa indiferença, até mesmo por que lembrava demais sua mãe e isso perturbava muito seu pai.



"Quando meu pai estava em casa, as coisas eram diferentes. Não que prestasse muita atenção em nós. Suas visitas eram breves e ele passava a maior parte do tempo em reuniões com o conselho, mas sempre observava meus irmãos em seus treinos de espada, de montaria e de defesa."


Apesar de seu pai comandar tudo com mãos de ferro, todos viviam felizes e em harmonia. Só não era mais tranquilo pois todo o reino da Irlanda estava em guerra com a Bretanha, estes tinham tomado posse de algumas terras que são consideradas sagradas para o povo irlandês. Enquanto não tomassem suas terras de volta, não haveria paz.




No dia do noivado de Liam, os soldados de Sevenwaters capturam um bretão (povo da Bretanha, atual Inglaterra), claro que o jovem rapaz é levado para um interrogatório com tortura. Como um bretão teria a audácia de entrar nas terras do Senhor Colum? Era preciso tirar informações, nem que para isso ele fosse esfolado vivo. Mas, nem todos os filhos concordam com esse ponto de vista do pai. Finbar, decide ajudar o jovem invasor e pede ajuda a Sorcha, pois o rapaz está muito ferido e precisa de cuidados.


" - Preciso que me ajude - sussurrou. - Não queria envolve-la nesse assunto, mas não tenho como fazer isso sozinho. - Fazer o quê? - minha curiosidade se acendeu imediatamente mesmo sem eu saber do que se tratava. - Não temos como agir agora- ele disse - , mas podemos soltá-lo de manhã se você me der o que preciso."


Foi uma manobra mais do que arriscada. No outro dia, todos pensavam que o prisioneiro havia fugido. Então, Lorde Colum e sua comitiva decidem sair em uma campanha de busca. Mas, quando retorna, traz uma surpresa nada agradável para casa, o nome da surpresa se chama Lady Oonagh. Seu pai parecia feliz, melhor dizendo, enfeitiçado. Lady Oonagh se mostrava atenciosa e amorosa em frente de seu futuro marido, mas seus olhos mostravam sua verdadeira alma. Até que um dia, todo o mal que aquela mulher trazia, caiu sobre os sete irmãos.




Ela joga uma maldição em cima deles, Sorcha consegue fugir a tempo. Correndo pela floresta, desesperada e sem olhar para trás. Infelizmente seus irmãos não  tiveram a mesma sorte e foram atacados pelo feitiço da malévola Lady Oonagh...Tempos difíceis caem sobre Sevenwaters.

Depois de ir para um local seguro, Sorcha tem contato com um ser mítico: a Dama da floresta. Ela diz a jovem menina que há uma chance do feitiço ser quebrado. Sorcha teria que efetuar uma tarefa árdua, que iria exigir um grande sacrifício dela, e somente seguindo os passos determinados é que seus irmãos seriam libertados...Um erro, seus irmão seriam perdidos para sempre!


" -  Calma. Sei que seria fácil até para você, que não teve um aprendizado formal dessas coisas. Mas não é tão simples. Do momento em que deixar este lugar até a hora do retorno de seus irmãos à raça humana, você não poderá emitir qualquer som, sejam palavras, gritos ou canções..."


Foi uma resenha difícil para escrever. Filha da floresta é um livro rico em detalhes, o que contei para vocês é apenas o início de todas as provações que Sorcha passa para libertar seus irmãos.´

Sorcha sofre bastante, já imaginaram não ter que falar nada, aguentar situações complicadas calada? Passar por terrores sem poder emitir um gemido se quer? É impossível não se comover com a jornada dela.

A sétima filha nos mostra uma força impressionante! Os seres da floresta a conduzem para algo que ela jamais esperava! Mas, tudo estava devidamente programado por eles, ela tinha que chegar onde chegou e passar por tudo que passou. Sorcha não é aquela personagem mimada, tola, chata. Desde o início se mostrou uma jovem forte, determinada, que defendia o que era certo e honrado. Ao longo da narrativa ela amadurece e torna-se mais forte do que já era.

Fiquei maravilhada com a escrita de Juliet Marillier. É totalmente fluida, te prende mesmo e te faz querer mais a cada virada de página. Ela te envolve na história: você vibra, torce, chora com a personagem. O livro é narrado por Sorcha, mas não é uma narrativa monótona, ela é gradativa. Vai conduzindo o leitor de uma maneira bem sutil e quando se vê, está envolvido totalmente com a história.

A diagramação está  linda. A capa é belíssima, totalmente de acordo com toda a história, a moça da capa é Sorcha e retrata os caminhos que ela seguiu em sua jornada. As páginas são em sépia e as fontes são confortáveis para leitura. O início de cada capítulo é adornado com tramas e penas.




Mas Suzana, por que penas? Isso leitores, só lendo para descobrir. Uma fantasia sensacional. Uma história de determinação, honra, magia, mitos e amor, tudo isso e mais você encontra em Filha da Floresta.

Até a próxima!



24 comentários:

  1. EU - AMO - ESSE - LIVRO!!!!!!!!!!!!!! ヾ(゚∀゚○)ツ三ヾ(●゚∀゚)ノ

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bom?
    Eu amei sua resenha e como você eu também sou muito fã do gênero fantasia.Estava em dúvida se comprava ou não, mas depois da sua resenha com certeza eu comprarei.

    bjs, vic

    http://lilicasg.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?

    Não conhecia nem o livro nem a autora. Sua resenha me deixou curiosa para conhecer mais.

    bjss

    ResponderExcluir
  4. Oi, Suzana!
    Não sou muito fã dos livros de fantasia e os evito pois já me decepcionei com vários, mas sua resenha me interessou e acho que vou dar uma chance para esse. Obrigada pela dica!

    Sucesso com o blog sempre!
    Beijos, Belle
    floraliteraria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá
    Adoro fantasias, e quando usa elenentos celtas acho ainda mais fascinate, já faz um tempo que quero ler esse livro e realmente preciso encaixa-lo na lista urgente

    ResponderExcluir
  6. Suzana, tudo bem? Adorei ler uma resenha desse livro! Tinha colocado na lista só pela sinopse, que já achei intrigante. Amo livros assim! Depois da sua resenha, a vontade de ler aumentou rs

    Beijos

    www.leitorasinquietas.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    Simplesmente estou louca para conferir essa série.
    Já ouvi maravilhas sobre ela e a cada uma fico com mais vontade. Também sou apaixonada por fantasia e amo saber sempre mais sobre elementos da cultura Celta. Deixo uma dica aqui aproveitando rsrs não sei qual estilo de música você gosta, mas dê uma pesquisada sobre a banda Eluveitie e acredito que não irá se decepcionar.
    Adorei saber suas impressões sobre a obra e mal posso esperar para conhecer a escrita de Juliet.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Adorei a resenha! Eu também gosto muito do gênero fantasia, mas não são todos que me agradam. Gostei bastante da sinopse e estou disposto a tentar ler. =D
    Abraço!

    ResponderExcluir
  9. Oii, tudo bem?
    Infelizmente dessa vez a obra em si não despertou meu interesse e por isso irei pular a dica, parabéns pela sua resenha que ficou incrível e adorei a forma que fizestes as fotos.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Oi,
    Essa capa é linda d+!! Amo livros de fantasia e ainda não conhecia essa trilogia. Quero mt conhecer a vida de Sorcha!!
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  11. Eu não gosto muito dos livros da editora mas esse livro é um dos poucos que despertam interesse. Espero que eu não me arrependa quando comprar para ler.

    ResponderExcluir
  12. Olá amore,
    Gostei muito da capa desse livro, que lindeza! No entanto, a história em si não me atraiu muito não pra ser bem sincera.
    Beijokas!!!

    ResponderExcluir
  13. Oi, Suzana, tudo bem?
    Cultura celta? Já quero!
    Nunca li nada a respeito, mas morro de curiosidade.
    O livro realmente parece ser cheuo de detalhe, bem recheado, né?! #gostoassim
    Fico feliz por você ter gostado tanto da leituta. Seu entusiasmo em relação à história e a escrita fluida da autora me deixou super curiosa.

    Parabéns pela resneha!

    Beijos,
    Amanda
    http://www.confissoesfemininas.com/

    ResponderExcluir
  14. OLá
    que ótima resenha, já li várias por aí, mas essa me instigou a ler.

    Parabéns. Bjs

    ResponderExcluir
  15. Hey Suzana, tudo bem? Que bom que gostou tanto do livro! Li ano passado e ameeei demais! A escrita da autora é realmente bastante fluida e envolvente, fora que a fantasia foi muito bem elaborada. Já li também o segundo e é maravilhoso. Espero que goste dos próximos! Ótima resenha :D
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oie!
    Eu ainda não li o livro, mas só leio elogios sobre a trama. Bem interessante essa trama, e com certeza tem uma ótima história daquelas que não consegue mais parar de ler. Preciso iniciar a leitura dessa série para ontem.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  17. Oi, Suzy. Eu já li esse livro e gostei, apesar do final agridoce. Ele não é nem de longe um conto de fadas e eu sofri muito por tudo o que a Sorcha passou. Demorei pra ler porque ele é bem grandinho (e apesar do tamanho, absolutamente nenhuma palavra foi desnecessária). A história tem um rumo. Mas por vezes me senti enganchada na leitura, não sei explicar o porquê. Já faz algum tempo que li, mas quero ler os outros e espero que a leitura flua mais para mim porque a história é muito boa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Eu tenho muita vontade de ler esse livro e saber que a leitura é muito fluída e você simplesmente não consegue parar me animou ainda mais. Fiquei curiosa sobre essas penas hahaha
    Beijos.
    http://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  19. Se eu começar a discorrer sobre essa coleção e esse livro, monto duas resenhas novas aqui! A história é linda, Juliet escreve muito bem e a riqueza de detalhes e amadurecimento de Sorcha é demais! A maldição é o foco, mas há romance e magia, todos os detalhes são conectados! Acabei de ler o 2º livro e estou mais uma vez de queixo caído! Melhor coleção fantástica que já li!

    ResponderExcluir
  20. Oiii!!
    Eu não conhecia esse livro e confesso que gostei muito do enredo de acordo com o que li em sua resenha. Despertou minha curiosidade, até por que, eu gosto de livros de Fantasia e quero descobrir o que mais Sorcha passa na história.
    Espero q ter a oportunidade de ler no futuro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Oi Suzana...
    Eu morro de vontade de ler esse livro justamente pelo fato de ele conter tudo o que eu amo em um livro em se tratando de romance sobrenatural.
    A sua resenha está muito boa e me deixou realmente curiosa esse mistério ai no final da resenha haha

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  22. Essa história tem todos os ingredientes para me agradar imensamente. Gosto muito de um bom livro de magia. Senti muita empatia por Sorcha. Lerei o livro, certamente, assim que tiver oportunidade. Adorei a dica!

    Tatiana

    ResponderExcluir
  23. Ooi! Eu tenho muita curiosidade sobre esse livro e os outros, mas sempre fico com medo de enfrentar situações bem difíceis junto com a personagem, como violência, sabe?
    Mas, parabéns pela resenha!
    Beeijos

    ResponderExcluir
  24. Olá, finalizei essa leitura a pouco e fiquei encantada com a riqueza da escrita, e não podemos esquecer dos personagens maravilhosos...Sorcha me conquistou desde o início, ela é uma guerreira.

    Adorei a resenha, parabéns!

    Abraços

    ResponderExcluir

Olá! Seu comentário é muito importante!

Todos os posts são escritos com bastante carinho para todos os leitores.

E, sempre que der, vou responder seus comentários.

Obrigada pela visita e volte sempre!

Siga o blog no GFC, Curta nossa Fanpage. Siga no Instagram.