Resenha: Enquanto Eu Te Esquecia - Jennie Shortridge



Título: Enquanto Eu te Esquecia
Autora: Jennie Shortridge
Editora: Única
Gênero: Romance
Páginas: 379
Ano: 2014
*Cedido em parceria com a editora*
Lucie Walker não se lembra de quem é ou como foi parar nas águas geladas da Baía de São Francisco. Encaminhada para uma clínica psiquiátrica, ela aguarda até que um homem chega afirmando ser seu noivo. Entretanto, com seu retorno para casa, essa mulher sem memória vai tomando conhecimento de sua personalidade antes do acidente, da pessoa controladora, fria e sem vida que era, e dos segredos da infância e da família, assim como da situação do noivado e dos mistérios que podem ter provocado o acidente
Será que ela quer isso de volta? Será que essa nova Lucie conseguirá manter o amor por Grady, ou a oportunidade de recomeçar será sua salvação?
Intenso, franco e incrivelmente emocionante, Enquanto Eu Te Esquecia é um livro delicado, que nos questiona sobre a maneira que vivemos e nos lembra que sempre temos uma nova chance de ser feliz.

Olá leitores, tudo bom? Amnésia, já pararam para pensar o quanto deve ser assombroso passar por isso? Esquecer das coisas, da família, das coisas que amamos? Dá aflição só de imaginar! Pois é, Lucie passa por isso e essa amnésia vai mudar muita coisa em sua vida. Vem comigo conhecer Enquanto Eu Te Esquecia, de Jennie Shortridge.

O livro começa com Lucie na Cidade de São Francisco, ela estava mais precisamente na Baía de São Francisco. Ela estava parada, com água até os joelhos, com o olhar perdido. Outras pessoas se aproximaram para ajuda-la, diversas perguntas são feitas, mas ela não consegue dizer nem seu nome. Não conseguia lembrar de nada. Estava com amnésia. Lucie é levada para o hospital da cidade e fica internada na ala psiquiátrica. 

"Lucie Walker. Foi isso que a médica tinha lhe contado naquela manhã, ao passar durante a visita."
Depois de alguns dias, Lucie fica sabendo que conseguiram entrar em  contato com alguém que a conhecia. Era seu noivo, Grady. Ele havia espalhado diversos cartazes com foto por quase toda a cidade, eles moravam em Seattle. O desespero foi tanto que até nas emissoras de televisão ele foi. A estratégia deu certo, ele encontrou sua amada...Ou, o que restou dela.

"Então agora esse homem de Seattle estava vindo lá de longe até São Francisco para buscá-la, como se fosse uma mala perdida sem etiqueta de identificação"
É claro que Lucie não lembrava dele, e Grady sentiu uma dor forte por causa disso. Ele era um estranho para ela, mas iria fazer de tudo para que ela recuperasse suas memórias. Mas, não seria tão simples assim. Além da amnésia, outro fator era forte nessa nova Lucie: a sua personalidade. E isso foi um choque para Grady, ele era apaixonado pela antiga Lucie: controladora, fria e algumas vezes distante. A Lucie que estava ali, na frente dele era bem diferente, como lidar com tudo isso?



Eles voltam para a casa que moravam. Eles tinham esperanças de que ela vendo suas coisas talvez pudesse recuperar suas lembranças. Só que não aconteceu, Lucie na verdade se sentia uma hospede na sua casa e claro que se sentia desconfortável ao lado de Grady. Ele não sabia lidar com ela, agora mais simpática, se interessava em ser sociável, gostava de conversar. O que ele sabia era que ainda a amava. E ela, aos poucos, sabia que amava ele, só teria que saber com fazer esse amor aparecer.

"...mas sua recuperação dependia de que ela novamente abrisse o próprio caminho no mundo. Tinha de ajudá-la e tinha de deixá-la saber que estava ao seu lado."
Ao longo da história, vamos acompanhando a jornada de Lucie. Ela tentava procurar peças que se encaixasse em sua cabeça, mas tudo que via era que, a antiga Lucie não se parecia nada com ela e não queria mesmo ser parecida com aquela mulher de antes, que gostava de se fechar para tudo e para todos. Ai você pode dizer que qualquer um pensaria o mesmo. Mas, segredos do passado fizeram a antiga Lucie ser a mulher fria que era e que essa perda de memória talvez poderia ser a redenção dela. Grady percebe que as qualidades da Lucie sem memória e pensa que todos essas tribulações, possam uni-los novamente, começar uma nova história.



Na busca por sua história, Lucie descobre segredos há muito tempo enterrados, segredos que a machucavam demais e que podiam ter relação direta com seu atual estado psicológico. E é nessa busca que ela encontra a chave para se reencontrar.

"O que é amor, ela conjecturou, e o que é lembrança? Onde é que os dois se intersectam e quando deixará de importar qual veio primeiro?"
Enquanto Eu te Esquecia é um livro doce, envolvente e cativante. Acompanhar todo o processo de cura da Lucie é ao mesmo tempo animador e angustiante. Tentem se colocar no lugar da protagonista: se olhar no espelho e não se reconhecer, não saber da comida preferida, não lembrar da sua história e nem do amor de sua vida. É aterrorizante!

Aos poucos, o quebra-cabeças vai se formado e o leitor consegue entender o tamanho dos problemas dela. O mistério vai sendo revelado aos poucos, juntos com os flashes que Lucie passa a ter. Você fica com dó de Grady, não é fácil para ele ter um estranha ao seu lado. Ele sabe que fisicamente é a Lucie, mas sabe que por dentro não é. E esse dilema em que ele se encontra acaba desenvolvendo tensões entre eles. Posso dizer que ambos passam por uma segunda chance, tentar consertar os erros, as falhas e a partir daí fazer uma nova história.

A escrita é bem fluida e gostosa. É aquele tipo de livro que você não quer largar, quer devorar o mais rápido possível! É uma história suave e que vai encantando o leitor aos poucos. Os personagens são bem construídos e aos poucos você começa a se apaixonar por eles, começa a torcer para que tudo dê certo!



A diagramação está ótima. As páginas são amareladas com uma textura agradável ao toque, a fonte para leitura é de um tamanho confortável para a leitura. A capa é linda! As letras apresentam leve relevo e a imagem da mulher correndo reflete o estado psicológico de Lucie, correr atrás de sua história para tentar se reencontrar.

Um romance belo e delicado, assim é Enquanto Eu Te Esquecia.

Até a próxima!







27 comentários:

  1. Oi! Eu tô tentando ler esse livro há séculos mas sempre adio ou coloco outra leitura na frente. É porque o enredo me parece muito com Lembra de mim? da Sophie Kinsella e eu não gostei nenhum pouco, por isso estou enrolando, mas agora fiquei com mais vontade ainda de conhecer a história!
    Beijo, Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  2. Olá linda,

    Esse livro me lembra o enredo de um livro de Sparks e só pela semelhança já leria sem problemas e também para saber se Grady vai conseguir reconquistar Lucie e amá-la do novo jeito.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Olá, eu li esse livro há um tempo e confesso que me encantei na sinopse. Mas no decorrer da leitura eu fui perdendo um pouco do encanto. Mas no fim considerei uma boa leitura.
    Adorei a resenha!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi,Su!
    A história parece ser bem interessante, tanto que fiquei pensando quais foram os problemas enfrentados por ela para que ela se tornasse fria. Além disso, deve ser muito frustrante não se lembrar de nada, mas como você disse, pode ser uma chance dela mudar de vida.
    Vou anotar essa leitura. Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem???

    Tinha lido a sinopse em uma site de livros, mas não me pegou... aí chegou a sua resenha e, o livro foi para minha lista de leituras.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá!

    Não conhecia esse livro, mas gostei da premissa, apesar de não ter gostado dessa capa. Amnésia é sempre um assunto que rende boas histórias, quem sabe eu dê uma chance a ele em outro momento?

    ResponderExcluir
  7. Oi Suzana, tudo bem?

    Eu não conhecia o livro, mas a história é totalmente envolvente. A perda de memória da personagem,a mudança de personalidade e esses segredos obscuros do seu passado devem criar uma trama que prende a atenção do leitor. O contexto me lembrou um pouco uma personagem da Globo que perdeu a memória e mudou a personalidade depois disso, deixando de ser amarga e tornando-se doce. Acho que seria uma leitura maravilhosa para mim! Resenha incrível!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Eu estou vendo falar muito desse livro por ai e eu amo esse tema, de descobertas de entender quem é, de perda de memória, amo amo amo e estou muito afim de ler esse livro! Fora que a capa é sensacional!

    MEMÓRIAS DE UMA LEITORA

    ResponderExcluir
  9. Oiii!

    Eu não conhecia a obra e ela já tinha me ganhado desde a capa! Gostei bastante de ler sua resenha e de compreender um pouco mais da história. Parece ser um livro bem gostoso de se ler.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Olá, a forma como você apresentou o livro foi bem interessante. Afastou meu temor de ser algo bem "desgracento", porque não gosto deste tipo de livro. Agora ele foi para a lista de leitura. Abraços!

    ResponderExcluir
  11. Eu acho essa capa tão bonita, apesar de comum.
    Eu tenho pavor de um dia esquecer as coisas assim, ao mesmo tempo em que adoro livros com a temática (tô lendo Never never e to AMANDO). Essa coisa da personagem ser alguém, mas não se identificar com esse alguém, é algo bem forte, né? Melhor ainda quando é uma história bem escrita e tem personagens bem construídos.

    ResponderExcluir
  12. Parabéns pela Resenha!
    Não sou um grande apreciador de romances, mas espero que outras pessoas possam curtir a partir de sua resenha, pois é bem esclarecedora e aborda pontos importantes do enredo do livro.

    Att

    ResponderExcluir
  13. Oi Suzana, tudo bem?

    Nunca tinha parado pra ler uma resenha desse livro e nem sei bem porquê já que a temática é muito interessante e normalmente chamaria a minha atenção! O.o' rs'

    Primeiro tenho que dizer que acho que essa capa traduz muito bem o quanto a personagem se sente ou, pelo menos, foi o que senti olhando pra ela. Não consigo nem imaginar o quão assustador deve ser essa situação, afinal de contas o que vivemos, o que gostamos ou não... tudo isso "monta" a pessoa que somos e imaginar perder todas essas peças de quebra cabeça... muito assustador O.o'
    Não sei se lerei o livro, não consegui sentir aquela conexão de "Tenho que Ler!", sabe? Mas, a dica está anotada e a sua resenha está muito bem escrita! ;)

    Beijos! ;*

    ResponderExcluir
  14. hi baby, tudo bem? não conhecia o livro mas gostei da premissa e a escrita como você mesma disse parece ser bem viciante! de tempos em tempos aparece livros com esse tema mas acredito que esse seja uma boa leitura! lerei com certeza! adorei a resenha

    Lilian Valentim
    http://speakcinema.blogspot.com.br/
    beijinhos

    ResponderExcluir
  15. Olá, tudo bem?
    Sou louca por esse livro, e sua resenha me deixou ansiando para saber tudo! Que resenha mais linda, me prendeu do começo ao fim, quero esse livro para ontem!
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  16. Oi, Suzana.
    Gosto muito de livros assim e sua resenha me deixou animada para ler esse livro!
    Vou anotar a dica!!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  17. Oiii tudo bem?
    Amooo essa capa, confesso que adquiri o livro por ela, mas ainda não bateu aquela vontade de começar a ler.
    Adorei a Resenha
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  18. Oiii, tudo bem?
    Menina eu estou lendo esse livro neste momento e confesso pra ti que faltam 20 páginas para terminar e não consigo, chorei tanto já na história da Luce, que chega a me dar tristeza de abandoná-la, suas fotos ficaram lindas <3
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  19. Olá, como vai?
    Nossa, eu amei o enredo deste livro, está muito perfeito, e bem encaminhado. Acompanhar a protagonista até a sua cura, e todas as situações que ela terá que passar para isso, é algo bem marcante e envolvente. Já anotei aqui.

    ResponderExcluir
  20. Oi, Suzy! Parece mesmo um bom romance! Eu fico agoniada quando vejo pessoas com amnésia ou Alzheimmer. Esquecer tudo, perder a personalidade, é muito louco! Gostei muito da capa, tem jeito de combinar com o livro perfeitamente. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  21. Oii!
    Nossa, eu jurava que esse livro era sobre tudo menos isso que li em sua resenha. Acho que essas doenças que fazem a pessoa perder a memória são cruéis ao extremo. A memória é tudo pra mim, sabe?
    Legal ser um livro que você não quer largar e fiquei bem curiosa para conhecer a estória e saber como tudo se desenrola.
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  22. Adoro esse tipo de história que faz a gente se encantar por ela aos poucos, com personagens que vão ganhando meu coração à medida que leio. Além do mais, sou apaixonada por enredos com esse tema da perda de memória, já tenho o livro e pretendo ler em breve.

    ResponderExcluir
  23. Essa história parece ser uma daquelas que prende a gente do inicio ao fim, cheia de mistérios!
    Sua resenha ficou ótima, valeu a dica!
    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Oiee ^^
    Quando vi esse livro pela primeira vez, fiquei bastante curiosa para lê-lo, pois tinha lido pouquíssimos que trouxessem a amnésia como foco principal. Mas sabe que foi uma leitura engolida? Não consegui gostar dos personagens, e a escrita foi tão cansativa que eu mal via a hora de terminar logo *-*
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  25. Olá, tudo bem?
    Esse livro eu li e foi durante a Maratona de Inverno 2016.
    Adorei a história, amo essa capa e sempre que posso recomendo.
    Abraços

    http://www.viciadosemleitura.blog.br/

    ResponderExcluir
  26. Olá!
    Ainda não conhecia essa história, mas fiquei apaixonada por toda a premissa dela, tenho certeza que seria uma ótima leitura para mim também! Parabéns por essa resenha, vou seguir a sua dica e ler a obra em breve.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  27. Oi Su, sua linda, tudo bem?
    Eu estava aqui primeiro pensando nela, acordando como uma verdadeira estranha em um mundo em que não conhecia ninguém. Pois como perdeu a memória, era como se estivesse sozinha. O pior é ter que conviver com pessoas que olham para você e procuram por você, mas você não está mais lá. Não queria estar na pele de nenhum deles. E esse mistério que acabou levando ao evento da perda da memória??? Deve ter sido algo muito traumático. Sua resenha ficou muito sensível, adorei!!! Não vejo a hora de ler!!!
    bejinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá! Seu comentário é muito importante!

Todos os posts são escritos com bastante carinho para todos os leitores.

E, sempre que der, vou responder seus comentários.

Obrigada pela visita e volte sempre!

Siga o blog no GFC, Curta nossa Fanpage. Siga no Instagram.

© Entre Livros e Pergaminhos - Desde 2015 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo