30 de mar de 2016

# Autobiografia # Início

Resenha #31: Pérolas da Minha Surdez - Nuccia De Cicco


Título: Pérolas da minha surdez
Autora: Nuccia De Cicco
Editora: wwlivros
Páginas: 122
Ano: 2016

Música, buzina, despertador e então... silêncio. Como se acostumar a não ter som e precisar aprender a se comunicar novamente? As pessoas dizem verdadeiras pérolas sobre surdez, pois a maioria desconhece o assunto. Não compreendem o que é lidar com a ausência de um sentido tão importante, algo que sempre teve, sempre fez parte da sua vida, até o perder. E, então, ter de reinventar todas as suas verdades. Nesta obra, a autora narra experiências de sua vida após o diagnóstico de surdez total irreversível, buscando ampliar o (re)conhecimento sobre o tema na sociedade. São histórias singulares, divertidas e complicadas, sobre paixões, curiosidades, tecnologias, preconceito, aprendizado e, principalmente, luta e força de vontade. Um livro que trilha o caminho em direção dos que almejam encontrar respeito aceitação e voz.


Olá leitores, tudo bom?

A resenha de hoje é sobre o livro Pérolas da Minha Surdez, da Nuccia De Cicco. Ai você diz: Ah Suzana, é um livro autobiográfico, não curto, deve ser chato...E eu te respondo: Não é chato, ao contrário, você vai se divertir lendo, vai se emocionar, vai aprender bastante e vai amar a leitura!

"Era um dia como outro qualquer. E então. sua audição direita sumiu. Anos depois a esquerda também se foi. Você ficou total e irreversivelmente surda aos vinte e sete anos de idade ."

Sim, imagine você em tal situação. Você nasce escutando...E depois você não escuta mais...Surdez...


O livro começa com o quote acima, e com a autora se apresentando. Nuccia, ou como a chamo, Nu, é uma bióloga, que fez mestrado e doutorado. É blogueira, dançarina do ventre e uma grande escritora. Em meados de Setembro de 2004, ao atender o telefone ela não conseguia escutar quem estava no outro lado da linha, o fone estava no ouvido direito...Então, ela troca o fone para o ouvido esquerdo e consegue ouvir o que a outra pessoa tinha a dizer. Claro que ela ficou um pouco intrigada, mas não se preocupou tanto com o fato. Sua mãe e seu noivo (que depois virou ex) a convenceram de ir ao otorrinolaringologista, Nu vai à consulta, faz exames e o diagnóstico: surdez no ouvido direito.

Imagine você escutando isso? Você que sempre escuta o som do mundo, que ama rock e que também ama dançar. Imagine a onda de sentimentos te afogando e milhares de coisas passando na sua cabeça: uma faculdade para terminar, uma seleção de mestrado para fazer, casamento chegando...Sim leitores queridos, posso dizer que teve um efeito bombástico na Nu. 

Em abril de 2007, a mãe da Nuccia vai acorda-la. Sabe quando a gente acorda zonza, nem sabe em que dimensão estamos? Até ai tudo normal, o problema é que ela não conseguia entender a sua mãe, depois de algum tempo ela percebeu que estava totalmente surda. Gente, nesse trecho eu li a reação da Nu e tive que parar de ler, Eu me imaginei no lugar dela, o desespero, o medo a incerteza do que seria daquele momento em diante!

"Tumor é um treco silencioso. Não é como gripe que já chega te ferrando, dando sinais febris ou entupindo seu nariz. Tumor trabalha na calada do seu organismo. E quando você descobre, invariavelmente é muito tarde para tentar consertar, não importa se é benigno ou maligno."

Pérolas da minha surdez não é contado de uma maneira pesada. Ao contrário, a autora narra fatos peculiares que aconteceram com ela de uma maneira irônica e descontraída. Mas, sem deixar a seriedade  dos fatos de lado. Ao longo da leitura, vamos adquirindo as mais diversas informações sobre a surdez. Também vamos conhecendo como a Nu conseguiu se adaptar e essa nova realidade.

Não foi fácil, mas ela conseguiu ir em frente. Aprendeu a fazer leitura labial, libras, mas não esqueçam que ela fala também. Defendeu seu doutorado, continua sendo bailarina de dança do ventre, sai sozinha, faz as suas coisas como qualquer um. Como ela dança? Ela sente as vibrações, sim!! No capítulo em que ela explica como passou a conhecer as vibrações da coisas ao seu redor, e na dança ela usa os conhecimentos prévios dos ritmos junto com a sua percepção tátil das vibrações, na sala de aula, ela coloca a mão nas janelas ou caixa de som:

"O baladi é um ritmo folclórico que homenageia a simplicidade e a rotina diária, possui postura, movimentos e figurinos característicos. E é tocado assim: DUM DUM TAKATA DUM TAKATA. DUM são as batidas fortes no derbak, os sons graves e os TAKA são os sons agudos, pouco perceptivos."


"Já fui a um congresso no Canadá e a um concurso de dança na Argentina. Recomecei a usar óculos e dancei um solo com música ao vivo. Tenho um novo trabalho e me divido em dois laboratórios; escrevo artigos científicos, contos, livros e faço cursos on-line de escrita."

Eu conheço a Nu virtualmente há 6 meses. A conheci através do Grupo de Blogueiras Unidas (GBU), que faço parte, seu blog é o As 1001 Nuccias. O que posso dizer sobre ela? Uma pessoa maravilhosa, uma personalidade incrível. super criativa, talentosa, divertida. Se já achava ela uma pessoa fantástica, depois da leitura do seu livro, fiquei hiper fã dela. Não apenas como escritora, mas como pessoa, como mulher, como profissional, com indivíduo dentro da sociedade. Estou finalizando meu mestrado e posso garantir o quanto é estressante a vida na pós-graduação. E fico imaginado o grau de estresse que ela teve no final da graduação, no mestrado e doutorado passando por esse turbilhão de sentimentos que aconteceram em sua vida. É claro que ela conta mais coisas no livro, mas posso acabar dando spoiller sem querer.

Eu amei a leitura, é gostosa, é fluida, te prende demais! Gargalhei, fiquei concentrada em cada página que estava, refleti sobre diversas situações, me emocionei, chorei e me preocupei também...Ué, porquê? Nas partes finais do livro, Nu dá um alerta aos leitores sobre a perda auditiva. Indica livros e testes on-line para ter uma noção de como está nossa audição.

 Em meados de 2010, fui em uma confraternização do trabalho da minha mãe, estava um ambiente um tanto barulhento. De repente, senti como se meu ouvido direito estivesse entupido e escutava os sons longe...A esquerda estava ok, mas fiquei um pouco desnorteada com a diminuição repentina da audição direita. Meu namorado (agora marido) percebeu minha confusão e me tirou do local, fiquei três dias assim e do nada...Puf! Parece que tiraram um tampão e voltei a escutar do lado direito. Só que o Puf doeu bastante. Em 2012, fui fazer um trabalho de campo em Goiás, sou geóloga e ir fazer trabalho de campo no mato faz parte do processo. No vôo de Belém para Brasília, senti a pressão nos ouvidos (acontece nos vôos), mas adivinha quem ficou entupido até o avião descer? Sim, o ouvido direito. Na volta, de Brasília para Belém, o mesmo aconteceu. Só que quando sai do avião deu aquele Puf de novo, só que foi um super Puf! E fiquei com uma baita dor no ouvido...E percebi que a partir daí minha audição do lado direito ficou um pouco menor. 

Depois de ler o livro da Nuccia, fui fazer o teste online, e a prévia do teste disse que a audição direita está baixa para ruídos...E sim, vou ao médico para fazer exames. E que se você sente algo também, procure seu médico.

Eu recomendo muito esse livro! Muito mesmo. É muito bem escrito, é uma leitura fluida, gostosa e divertida de ler. Pérolas da minha surdez nos mostra uma linda lição de vida, de determinação e o quanto somos capazes de superar obstáculos que a vida pode nos apresentar. Espero que vocês tenham a oportunidade de ler!

Me conte o que achou...Até a próxima!

23 comentários:

  1. Caracas, Suzy...., caiu um olho na minha lágrima aqui...
    Depois de tanta palavra linda (você e a Giu vão formar meu fã-clube, né?), só posso agradecer, meio boquiaberta, porque realmente que que eu poderia dizer mais!? Obrigada por ler, por resenhar, por rir de mim! XD
    Obrigada por, minha nossa... por váááárias coisas!!!! Um abraço forte! E se cuide!!!!
    beijo-Ka!! Nu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nu! Sua linda! Eu que agradeço a oportunidade e confiança em ler seu livro. E sim, a Giu e eu vamos montar teu fã-clube!! rsrsr beijos!

      Excluir
  2. Nossa, fiquei bem impressionado com o relato, vou fazer um exame agora!!!
    Parabéns pela resenha e por divulgar esse tipo de leitura, eu particularmente amo biografias e amo ver pessoas que passaram por situações difíceis e conseguiram superar, isso além de alegria nos dá mais força para encarar nossos próprios desafios.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lucas! Fico feliz que tenhas gostado, o livro é maravilhoso demais! E sim, faça seus exames!! Abraços!

      Excluir
    2. Oi, Lucas! Que bom que gostou da resenha da Suzy e se interessou pelo livro!...Querendo, pode me chamar!! E tem ele à venda na Amazon em formato digital!... um beijo!!!

      Excluir
  3. Olá!
    Não conhecia o livro, mas fiquei encantada por ele, só lendo a sua resenha. Adoro livros que tem esse poder de nos fazer refletir, através de lição de vida. Vou procurar mais infos sobre o livro, sem dúvidas.
    Beijos.

    www.lendoeapreciando.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kamilla!
      Você pode passar no meu site, lá tem várias informações sobre o livro. Espero que você se interesse e curta bastante a leitura!... Sempre pode me chamar! ;)

      Excluir
  4. Esse livro deve ser muito bom, também quero ler!
    Deve ser uma daquela baitas lições de vida, tenho certeza!
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thamiris!
      Bem... eu tentei mesmo passar informações às pessoas, mostrar a elas que surdez não é tão absurda, mas também não é um jardim de flores... A vida me deu limões e eu fiz caipirinha... ;)
      Passa lá no meu blog que tem todas as informações de compra do livro! um beijo!

      Excluir
  5. Olá,
    Nossa que livro sensacional. Pelo o que você escreveu e pela sinopse acredito que vou adorar ler.
    Parabéns pelo post.
    Abraços
    www.pontoparaler.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Paulo!
      Espero que você goste mesmo!
      Ele está a venda na forma física, comigo mesmo. E também em e-book na Amazon!
      Te aguardo!! Beijo!

      Excluir
  6. Ooi! Eu conheço a Nu e me surpreendo toda vez que leio sobre seu livro ou sobre a superação dela, no qual eu creio que ocorra todos os dias. Gostaria de um dia ler seu livro, pois eu acho interessante ler autobiografia e saber mais do autor. Minha vó não é totalmente surda, mas usa aparelho de surdez, mas eu sei o quanto é difícil, imagina não escutar mais nada? E ainda mais por você ter escutado por sua vida inteira e de repente se ver num mundo silencioso...
    Beijos e gostei da resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruh!
      Eu espero que você consiga ler mesmo! Acho que vai gostar, não apenas or ser um aautobiografia, mas por conta das informações diversas que eu trago aos leitores. Eu nem posso usar AASI, pra mim não adianta, pois meu problema é no nervo, profundo. A gente se adapta...! um beijo!

      Excluir
  7. Oi Su, sua linda, tudo bem?
    Você e a Nu me deixaram preocupada agora. Esse assunto é sério e realmente como sempre ouvimos ao acordar e ainda estamos ouvindo ao dormir, não ligamos e não prestamos atenção quando algo acontece. Enquanto lia sua resenha, também fiquei imaginando como ela se sentiu, deve ter ficado desesperada. Mas o mais lindo, foi perceber, que foi apenas um obstáculo, conheço o blog da Nu e ela parece ser uma ótima pessoa, super animada. É um exemplo!!! Adorei sua resenha Su, e a Nu está de parabéns não só pela sua atitude ao enfrentar a surdez, mas também a generosidade em querer alertar outras pessoas, e quem sabe, ajudá-las.
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cyla!
      A intenção ao escrever o Pérolas foi mostrar ao mundo que ainda ouve como eles não dão valor a uma coisa tão simples e tão essencial que é ouvir. E também mostrar que o lado de cá, da surdez, tem muitos entraves e estamos sempre enfrentando problemas que seriam mais fáceis de resolver apenas se todo mundo pensasse um pouquinho antes de abrir a boca. Também tentei mostrar aos surdos que vivem em comunidade que nós, os surdos oralizados e bilingues nos sentimos excluidos, mas lutamos pelas mesmas causas... É um alerta pra muita gente... nossa!!!!...
      Obrigada mesmo!... beijo!

      Excluir
  8. Su,
    que resenha mais linda!!! Não li o livro da Nu, mas sei que deve ser lindo, contando a sua vida. Deve ser difícil a pessoa perder a audição depois de adulta e mesmo assim, ela não deixou se abater e foi a luta.
    beijos e parabéns pela resenha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Daya!
      É o que costumo dizer... não dá pra parar de viver, né? Você tem de continuar de alguma forma, então bora se adaptar!... ;)
      Espero que possa ler o livro! Vou adorar a sua opinião!!!
      beijo!!

      Excluir
  9. Oi Su.... eu não curto biografia, mas não por ser chato... é que não gosto mesmo... mas devo confessar que fiquei extremamente curiosa pelo livro da Nu... mesmo que eu não a conheça tão bem... adoro visitar o blog dela e senti sua energia positiva... as coisas inicialmente não devem ter sido fáceis mesmo... mas a volta que ela deu para continuar em frente é completamente admirável... xero!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Di!
      Primeiro, obrigada!... Eu bem que tento estar com pensamento positivo. Existem dias altos e dias baixos. Os baixos são raros, mas acontecem... Dar a volta não é fácil, nem simples, mas é possível!... Precisa partir de si e não ter vergonha de aceitar ajuda!...
      beijão!

      Excluir
  10. Giuliana2.4.16

    Olá Suzy, caramba que resenha linda a Nu deve ter surtado, essa biografia devia virar cartilha para que as pessoas praticassem a empatia, ela é surda, mas não é deficiente, pelo contrário nunca conhecia pessoa mais eficiente e de bem com a vida.
    A vida deu uma banana pra ela e ela transformou em bananada, cara a Nu é foda!
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, você, sua linda!!!!!!... Todas as resenhas são únicas e são especiais (mas a tua é a top dos tops pq foi a primeirona da minha best-beta!!!)
      Deficiente é uma palavra irritante!!... rsrs... Agora eficiente tb não sou!... to devendo umas ajudas aí!.. rs... Obrigada pelo carinho de sempre, amiga! Luviu!!!

      Excluir
  11. Olá, adorei a resenha...
    Acho que o livro deve ser fantástico, conheço a Nuccia faz um tempinho, e sei o quanto ela é guerreira. Quero ler a obra para saber um pouquinho mais da sua incrível história de superação.

    Abraços

    ResponderExcluir
  12. Essa deve ser uma baita história de superação. Adoro esse tipo de livro que nos traz uma lição de vida e que mostra que independentemente dos obstáculos da vida podemos superar todos. Adorei a resenha e admiro você por sua iniciativa.

    Beijinhos da Mady.

    ResponderExcluir

Olá! Seu comentário é muito importante!

Todos os posts são escritos com bastante carinho para todos os leitores.

Sempre que der, vou responder seus comentários.

Obrigada pela visita e volte sempre!

Siga o blog no GFC, Curta nossa Fanpage. Siga no Instagram.