Olá Leitores! 

A Petit Editora está com dois lançamentos super legais, vamos conferir?





Valéria é diretora de uma escola e adora trabalhar com crianças. Porém, ela começa a se deparar com situações as mais estranhas possíveis: alguns alunos, de repente, começam a falar sobre assuntos incomuns, como se tivessem vivido em outras épocas e conhecido pessoas do passado. Outros têm reações agressivas e provocam conflitos entre os colegas. É nesse pano de fundo que Paulo Hertz, o autor espiritual deste romance, relata de forma simples as mudanças comportamentais das crianças e mostra por que apenas conhecimentos pedagógicos e psicológicos nos dias de hoje não são suficientes para ajudá-las.
 O autor espiritual, Paulo Hertz, nos traz uma abordagem diferente sobre a questão educacional atual. Tema de suma importância nos dias de hoje, Um novo dia para amar, psicografia de Célia Xavier de Camargo, trata sobre os comportamentos “diferentes” dos alunos, motivados, na realidade, por questões de envolvimento espiritual - cujo assunto até então a diretora da escola ignorava totalmente.  Esta é uma história indispensável àqueles que lidam com crianças e adolescentes e buscam conhecimento sobre a imortalidade da alma e a possibilidade de comunicação de encarnados e desencarnados.

Vamos conhecer a autora?


 CÉLIA XAVIER DE CAMARGO

Nascida em família espírita na cidade de Gália, Estado de São Paulo, formou- se em Direito e é médium e oradora. Residiu por muitos anos na cidade de Marília (SP), onde participou ativamente do movimento espírita. Em 1965, casou- se com Joaquim Norberto de Camargo, com quem teve quatro filhos. Em julho de 1974, mudou- se com a família para Rolândia (PR), onde são colaboradores da Sociedade Espírita Maria de Nazaré e do Lar Infantil João Leão Pitta, creche fundada pelo casal. Iniciou seus trabalhos de psicografia em 1980, atividade à qual se dedica com assiduidade. Atualmente tem mais de 25 livros produzidos. 




É comum ouvirmos a frase: “família não se escolhe; amigos, sim!”. Na contramão desse senso comum, Manolo Quesada nos mostra em Famíla, somos todos espíritos que entes familiares são fundamentais para nosso crescimento intelectual, espiritual e moral, e a eles devemos dedicar nossa atenção e respeito. Considerando que a família carnal é filtro para o encontro de uma maior e mais harmonizada – a espiritual –, o autor nos lembra de como é importante nos harmonizarmos agora, enquanto estamos juntos, encarnados. Existe, então, uma regra para solidificar os relacionamentos familiares?  Neste livro veremos que sim, e que a única maneira de trilhar esse caminho é pela lei do Amor, tão maravilhosamente ensinada por Jesus e que ultrapassou a barreira do tempo e das civilizações. Este livro nasceu da necessidade de mostrar maneiras simples e práticas de como viver bem em família. De acordo com Manolo Quesada, pequenas ações podem mudar o clima e o comportamento entre os familiares. Por meio de sugestões simples, o autor nos ajuda a solucionar problemas que, no calor de uma discussão, não conseguimos resolver. Ele sugere táticas para facilitar a compreensão e dá dicas práticas de como lidar com questões como namoro, casamento, relação entre pais e filhos, crianças prodígios, e até diante do sofrimento e da dor. Segundo o autor, os filhos merecem atenção especial, pois vieram à família após passar por processo de grande preparação. Ele também alerta os pais sobre a mediunidade das crianças, para que possam entender que esse dom não é doença, e faz uma importante abordagem sobre o papel da dor em nossas existências corporais e na evolução do espírito. E, fundamentalmente, mostra-nos que comportamentos relacionados ao amor, conforme são descritos na Carta de Paulo aos Coríntios, como paciência, gentileza, humildade, respeito, altruísmo, honestidade, compromisso e perdão, leva-nos ao caminho da evolução espiritual. “Toda a mudança que queremos ver no mundo tem que, em primeiro lugar, ser efetivada em nós mesmos”, explica.

Vamos saber um pouco mais sobre o autor?


Manolo Quesada

 Espanhol nascido nas Ilhas Canárias, Manolo Quesada mudou-se para o Brasil em 1954. Iniciou seus estudos sobre a Doutrina Espírita na Seara Bendita, casa que o acolheu e onde ele encontrou equilíbrio e novos objetivos em sua vida. Em duas oportunidades, atuou como diretor nessa instituição, sendo uma na área de assistência e serviço social e outra na área de divulgação. Como palestrante espírita, atividade que exerce há mais de doze anos, Manolo Quesada destaca-se pela jovialidade e alegria com que apresenta suas palestras. Casado com Marli, é pai de seis filhos e avô de quatro netas. Para conhecer melhor seu trabalho e também convidá-lo para eventos e palestras, visite: 



manoloquesada.blogspot.com.br



Gostaram dos lançamentos? O que acharam? Até a próxima!








7 Comentários

  1. Olá,
    Eu nao gosto muito de livros nesse gênero, não exerço da mesma fé.
    Obrigada pela dica e desejo sucesso para a editora.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi, Suzana!!!
    Apesar de meu marido ser espírita e eu até ir em algumas reuniões com ele. Não consigo ler romances psicografados. Sempre tenho a sensação que é muita lição de moral num livro só (aliás, não consigo ler livros que sejam o tempo todo assim não importa o credo ou autor). Meu marido fala que é porque vivo com a cabeça em Nárnia, Terra Média ou Hogwarts (o que provavelmente é verdade, kkkkkkk). Deve ser por isso que amo os livros do selo Butterfly. Bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi Suzy, os livros da Petit parecem trazer mensagens tão belas de paz, amor, iluminação, aceitação é espiritualidade tão ricas, que com certeza estou ansiosa por ler, gostei muito do lançamento que fala sobre a família.
    Beijos e fico aguardando resenha de algum por aqui.

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?

    Apesar de acreditar em boa parte d que o espiritismo prega (em grande parte, na verdade), leio poucos livros espíritas, e romances assim, confesso que ainda não li. Vou esperar pela sua resenha, mas o "Família - Somos todos espíritos" chmou-me a atenção.

    Beiji!

    ResponderExcluir
  5. Oiee ^^
    Já tentei ler alguns livros desse gênero antes, da Petit mesmo, mas não curti muito. Acabei não passando da página 20 em todos eles, então desisti de ambos, e do gênero espírita também. Os lançamentos não me interessaram :/
    MilkMilks

    ResponderExcluir
  6. Simeia Silva18.4.16

    Oi, tudo bem?

    Ano passado li um romance espírita e até gostei muito, mas não sei se leria outros livros no gênero.Pelo menos não por agora. Mas as capas estão lindas e para quem curte o gênero irá se esbaldar.

    bjs

    ResponderExcluir
  7. Não leio livros espíritas, mas ja li na adolescência e eram muito bons. Esse segundo me chamou mais atenção, tenho certeza que passa uma mensagem legal. Bjos.

    ResponderExcluir

Olá! Seu comentário é muito importante!

Todos os posts são escritos com bastante carinho para todos os leitores.

Sempre que der, vou responder seus comentários.

Obrigada pela visita e volte sempre!

Siga o blog no GFC, Curta nossa Fanpage. Siga no Instagram.