Esta é uma história, mas que acontece na vida real com as nossas crianças, por serem doces e inocentes são alvo de pessoas ruins e com intenções duvidosas. São exploradas, tiradas de seus lares, roubando-as de uma vida de amor e carinho para colocá-las em uma situação de humilhação e sofrimento. Clarinha nos mostra que a esperança e a fé fazem milagres e acreditar que as coisas podem mudar quando pedimos do fundo do nosso coração e nos dá esperança, e que em algum lugar quando mais precisamos, alguém nos ouve e nos resgata.



Olá leitores! Hoje trago para vocês um livro bem diferente dos que apresento aqui. É um livro infantil, muito fofo, escrito pela autora parceira Joana Amorim, vamos conhecer?
Clarinha é uma criança como todas as outras de sua idade. Gosta de brincar, de correr...É uma menina doce, inocente e amada. Adora brincar no balanço e ama plantas e animais.

Certo dia, a mãe de Clarinha leva ela para fazer compras e depois a leva no parquinho, onde ela brinca com seus amiguinhos nos brinquedos do parque. Só que sua mãe se distrai conversando com outra pessoa e não percebe o perigo que está rodando o parquinho.

O homem mal está observando a doce Clarinha brincar no parque. Ele se aproxima oferecendo um sorvete para ela, na sua inocência ela acaba aceitando...E foi mais do que suficiente para o homem mal rouba-la de sua mãe.


Clarinha chora, mas o homem  mal não fica com pena. Ele diz que ela jamais irar ver sua mãe e que a partir daquele dia ela seria filha dele e iria trabalhar pedindo dinheiro no sinal. O local que Clarinha é levada é sujo e fedido, lá ela conhece outras crianças que foram raptadas pelo homem mal.



As crianças tinham que pedir dinheiro para esse ser horrível. A criança que arrecadava menos dinheiro ficava sem comer, e claro, que Clarinha não conseguiu e ficou sem jantar, uma das crianças dá um pedaço de pão para ela. Nesse momento Clarinha lembra das refeições quentinhas de sua mãe, e chora muito! Chora desde que foi tirada de sua mãe.

Na manhã seguinte, Clarinha vê uma igreja, ela aproveita que o homem mal está longe e vai correndo até lá para fazer um pedido:

"Papai do céu! Eu sei que o Senhor conhece minha mãezinha, e quero pedir ao Senhor que mostre a ela onde estou."

Gente, fiquei com os olhos cheios de lágrimas. Imaginem quantas crianças pedem por isso todos os dias? Quantas crianças são tiradas dos braços de suas famílias?


E todos os dias Clarinha pede por esse milagre. E um dia, ela lembra de algo que sua mãe falou:

"Clarinha, sempre que você quiser pedir uma coisa especial e importante na sua vida, peça ao Papai do céu e a seu filho Jesus, e eles irão te ajudar em tudo que precisar. E se um dia você se perder de mim, corra para a igreja da praça da fé pois lá será nosso ponto de encontro, não se esqueça!"


E assim ela fez todos os dias...E chegou a véspera de Natal, Clarinha ainda estava nas mãos do home mal, ela vai novamente a igreja da praça da Fé e faz mais um pedido:

"...Quero pedir um presente muito especial, mas não para mim, para minha mamãe! Quero que ela me encontre aqui na igreja da praça da Fé, porque ela gosta muito do Senhor e sempre me leva à igreja para conversar com o Senhor e com seu filho Jesus, então fala com a minha mãe que estarei aqui amanhã esperando por ela, tá bom?"

Mas, o presente chega antecipado. Ela sai correndo da igreja, antes que o homem mal dê por sua falta...Na aflição da corrida, ela esbarra nas pernas de uma pessoa...Ao olhar para cima, seus lindos olhinhos ficam cheios de lágrimas...Seu milagre tornou-se real...Já dá para adivinhar que é né.



O livro tem 41 páginas. Joana Amorim aborda um tema que, infelizmente, é muito atual. Clarinha e as outras crianças que estavam com ela tiveram um final feliz. Mas,  sabemos que nem todas as crianças que são sequestradas tem a mesma sorte. Infelizmente, nossas crianças não são respeitadas, são maltratadas de diversas formas...Até de maneiras trágicas.

Joana aborda de uma maneira lúdica, os riscos que toda criança está exposta. Mostrando aos pais, que em cinco minutos de distração, diversas coisas podem acontecer. Em um descuido da mãe de Clarinha, por confiar que o lugar era seguro, já que sempre levava sua filha ali, eram sempre as mesmas famílias, seu bem mais precioso foi levada dela. No parque "seguro" o perigo estava a espreita, só esperando o momento certo de atacar.

O livro também retrata a importância de ensinar as crianças a famosa máxima: Não falar com estranhos, não aceitar nada de estranhos....Suzana, toda mãe sabe disso. Sim! Eu sei, mas quantas vezes já escutamos histórias parecidas? Quantas vezes assistimos aos jornais, mães que deixaram estranhos segurarem seus bebês no colo e acabaram ficando sem o filho?

Apesar de ser algo óbvio, muitos pais ainda comentem essas falhas. Ingenuidade? Descuido? Não sei.

Como mãe, posso dizer que desconfio da minha própria sombra. Infelizmente, vivemos em um mundo complicado demais, onde a confiança tornou-se algo raro. Cabe a todos nós, independente de ser pais ou não, cuidarmos de nossa crianças.

Recomendo o livro para pais, para os pequeninos e para qualquer pessoa. No final do livro, tem um recadinho super legal para as crianças, mostrando a importância de obedecer os pais e os riscos de se falar e/ou aceitar algo de estranhos.

Até a próxima!


7 Comentários

  1. ooooi
    tudo bem?
    AAAAAAAh, esse livro parece ser muito bom. Eu adorei as ilustrações.
    Gosto destas tramas infantis que abordam assuntos extremamente importantes de uma forma "mais leve". Os adultos que leem podem ter muitas reflexões ao ler livros assim.

    ÚLTIMAS HORAS PARA PARTICIPAR DA PROMOÇÃO DOIS ANOS DO BLOG BIO-LIVROS

    ResponderExcluir
  2. Muito bom, vou ler para a minha filha.

    E é uma lição importante, às vezes negligenciada, as pessoas querem proteger as crianças da maldade e não falam que existem pessoas más, que coisas ruins podem acontecer e que algumas pessoas não de confiança.

    Grato pela dica.

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Sim, em pleno 2016 ainda há pais e mães que tem seus filhos arrancados por pessoas cruéis que abusam de ingenuidade/descudio dos pais. Mas adorei o livro, tem uma linda mensagem e pode ser lido por todos, simplesmente amei!

    ResponderExcluir
  4. Oi Suzana!
    Que livro fofo, e de muita utilidade! Quero um exemplar para presentear meus sobrinhos, para que eles fiquem mais atentos aos perigos que os ronda. Criança é muito inocente, acredita em todo mundo e acha que todo mundo é amigo, é importante que esse livro alerte sobre o perigo que estranhos representa usando a linguagem dos pequenos.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Oi Su, sua linda, tudo bem?
    Eu morro de medo disso acontecer. Acho que sempre tem que ter alguém brincando junto com a criança, e não somente alguém tomando conta com uma certa distância. Até porque crianças correm, podem ir para a rua e serem atropeladas também. Sabe, Su, fizeram um teste de verdade com algumas crianças. Os pais orientaram seus filhos a não falarem com estranhos e nem aceitarem nada. Depois, o responsável pelo projeto, se aproximou com filhotinhos de cachorro e todas as crianças foram com ele. Ele provou que não adianta só conversar. O que fazer? Não sei, só rezando mesmo para Deus proteger essas crianças. Achei esse livro super importante para todos os pais e também para ser trabalhado nas escolas. Ótima dica e sua resenha ficou ótima, Su!!!!
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  6. Olá flor, quanta fofura esse livro <3

    Acho muito importante abordar esse tipo de assunto, principalmente em livros infantis
    Já quero ler também!

    Abraços

    ResponderExcluir
  7. Aí senhor Deus me livre de uma coisa tão horrível, por isso peco pelo excesso, melhor que pela falta, o mundo é uma selva, cheio de animais perigosos, animais humanos que são os piores entre todas as espécies.
    Alguns são tão vis e cruéis que se assemelham a demônios, temos que cuidar de nossos anjos.
    Acho esse tipo de leitura fundamental para que pais leiam e leiam para seus filhos também, o medo é a informação são as armas mais poderosas que a família pode usar para se defender.
    Beijos amei a resenha!

    ResponderExcluir

Olá! Seu comentário é muito importante!

Todos os posts são escritos com bastante carinho para todos os leitores.

Sempre que der, vou responder seus comentários.

Obrigada pela visita e volte sempre!

Siga o blog no GFC, Curta nossa Fanpage. Siga no Instagram.